Oxigenoterapia tudo o que é preciso saber

A Oxigenoterapia

Oxigenoterapia, como o próprio nome diz, é um tratamento realizado com a administração de oxigênio suplementar.

Como já comentamos em outro post, o ar atmosférico possui 21% de oxigênio, ou seja, podemos considerar como oxigenoterapia o tratamento que tem por objetivo ofertar níveis de oxigênio acima daqueles presentes no ar ambiente visando manter a saturação de oxigênio dentro dos níveis ideais para a saúde.

Quem é que faz uso de oxigênio?

Normalmente pessoas com doenças pulmonares tais como DPOC, Fibrose Pulmonar Pneumonia epodem se beneficiar do uso da oxigenoterapia de forma contínua ou esporádica. Esse tratamento, a depender da condição clínica, pode ser realizado nos hospitais ou em casa.

Como saber se preciso usar oxigênio?

A oxigenoterapia só pode ser utilizada sob prescrição médica. Portanto procure seu médico clínico ou pneumologista na presença dos seguintes sintomas. Ele solicitará exames para determinar o nível de oxigênio no seu sangue:

  • Dificuldades para realizar atividades que antes realiza sem problemas
  • Se tiver histórico de tabagismo ou problemas pulmonares
  • Tosse diária ou na maioria dos dias
  • Inquietação, ansiedade, tontura, rebaixamento do nível de consciência, palidez, falta de ar

Benefícios do uso do oxigênio

Sabe-se que o uso da oxigenoterapia aumenta a sobrevida de pacientesA administração de oxigênio domiciliar existe há aproximadamente 65 anos. Entretanto, só a partir dos anos 70 é que se confirmou que esse tratamento melhorava a qualidade e prolongava a expectativa de vida de pacientes.

  • Melhora da qualidade de vida
  • Aumento da sobrevida
  • Aumento da tolerância ao exercício
  • Diminuição do número de internações
  • Melhora do estado neuropsíquico

Formas de administrar o oxigênio

Vale recordar que é de responsabilidade médica determinar a necessidade e a forma de administração do oxigênio, sendo que a disponibilidade e o custo dos diferentes sistemas devem ser sempre analisados. Existem várias formas de se administrar oxigênio. As mais comuns são: