O que acontece durante o sono?

Uma de nossas grandes dúvidas é  o que acontece durante o nosso sono? Pois bem, sono é um estado caracterizado por “supressão da vigília, desaceleração do metabolismo, relaxamento muscular e diminuição da atividade sensorial”. É importantíssimo para a recuperação da saúde e determinante na manutenção do nosso equilíbrio fisiológico. Entre as funções do sono encontram-se:
  • A conservação de energia
  • Restauração de tecidos
  • Organização da memória
  • Fortalecimento de células do sistema imunológico
  • Liberação de hormônios
Vários aspectos regulam o nosso sono, sendo a Luz um dos mais importantes. Quando anoitece e vai ficando escuro, inicia-se a liberação do hormônio Melatonina, que induz o inicio do sono. A temperatura corporal é outro fator. A temperatura corporal tem o seu pico as 18 horas e então começa a diminuir lentamente gerando a necessidade de nos recolhermos para o aconchego da cama.
 
Cada pessoa possuiu uma necessidade de sono. A atividade exercida ao longo do dia (física e/ou profissional), idade, altura e estado de saúde podem interferir na quantidade de horas de sono necessárias. Os bebés passam 95% do tempo dormindo no útero durante a gravidez, um recém-nascido dorme cerca de 16 horas. Crianças e adolescentes necessitam de 10 a 12 horas. Os adultos precisam cerca de 8 e um idoso 6 horas.
Uma pequena porcentagem da população (6 a 8%) tem necessidades de menos horas de sono, os chamados “short sleepers” e outra porcentagem semelhante, “long sleepers”, necessidades superiores.

Hormônios liberados durante o sono

  • Melatonina: Hormônio responsável pelo ciclo de sono o vigília
  • Hormônio do crescimento (GH): Este hormônio é responsável por estimular o crescimento e a multiplicação celular
  • Cortisol: Controla inflamações, alergias, estresse, e ajuda a manter a estabilidade emocional
  • Adrenalina: Responsável por preparar o organismo para a realização de grandes feitos
  • TSH: É um hormônio que induz a maior ou menor atividade da tireoide
  • Noradrenalina: Favorece o sono REM. Influencia no humor, ansiedade, sono e alimentação

Fases do Sono

Em condições normais, um ciclo de sono dura aproximadamente 90 minutos e ocorre de 4 a 5 vezes durante o período total de sono. Durante o sono, você irá passar pro ciclos repetitivos, começando pelo estágio N1 do sono NREM, progredindo até o estágio N3, voltando ao estágio N2, e depois entrando no sono REM. Volta de novo ao estágio N2 e assim se repete novamente todo o ciclo.
O sono divide-se em:
  • NREM (Non Rapid Eye Movement ou “Movimento Não Rápido dos Olhos”); e
  • REM (Rapid Eye Movement ou “Movimento Rápido dos Olhos”)

Sono NREM

Ocupa aproximadamente 75% do tempo total em que dormimos e é dividido em 3 períodos distintos. Este estágio NREM do sono caracteriza-se pela liberação do hormônio do crescimento em grandes quantidades, promovendo o crescimento e reparação tecidual.
 
N1: É o sono leve, onde você experimenta um entrar e sair do sono, sendo facilmente acordado. O movimento dos olhos e os movimentos do corpo desaceleram. Você pode experimentar movimento espasmódico de pernas ou outros músculos. Este sono inicial e tais espasmos são os que causam as repentinas sensações de queda que acordam um indivíduo no susto
 
N2: Cerca de 50% de seu tempo dormindo é gasto nesta etapa do sono. Durante este estágio, o movimento dos olhos pára e suas ondas cerebrais (uma medida do nível de atividade do cérebro) tornam-se mais lentas, o corpo esfria e os músculos começam a relaxar. Haverá também breves explosões de atividade cerebral chamado fusos do sono, associados normalmente a espasmos musculares.
 
N3: É o início da fase mais profunda do sono. As ondas cerebrais são uma combinação de ondas lentas, conhecidas como ondas delta, combinadas com as ondas mais rápidas. Durante este estágio, pode ser muito difícil acordar alguém. Quando acordado durante este estágio, você pode sentir-se fraco e desorientado por vários minutos antes de recobrar plena consciência.

Sono REM

É a fase dos sonhos e correspondem a 25% do total do tempo que permanecemos dormindo! No sono REM há relaxamento muscular generalizado e aumento da atividade cerebral. É importante para a consolidação da memória. Quando você entra em sono REM, sua respiração torna-se rápida, irregular e superficial. Seus olhos se movem rapidamente. A frequência cardíaca e pressão arterial aumentam.
 
Ter uma noite de sono sem REM não significa não ter um sono de má qualidade. Porém, é necessário tomar cuidado quando você sonha pouco: isso pode ser um sinal de algum problema de sono, de memória ou no estágio REM.